Top 9 Jogos do Sonic

Rapidão! Confira os 9 melhores jogos do querido mascote da Sega.

Sonic chegou na velocidade do som para revolucionar a indústria no início dos anos 90. O porco-espinho azul – ou seria ouriço? – fez história como o primeiro mascote a concorrer à altura com um tal Mario da Nintendo. Descanse em paz, Alex Kidd.

Os jogos da série Sonic foram criados, em sua maioria, para transmitir ao jogador uma sensação de velocidade quase constante. As fases são labirintos imensos, com várias rotas possíveis e construções como loopings e túneis que reforçam essa adrenalina. É claro, há obstáculos e inimigos por todos os lados tentando atrapalhar a diversão, mas o objetivo final é sempre atravessar as fases com finesse e rapidez.

Jogos do Sonic

Dono de uma rica história e marca inquestionável, Sonic é um dos grandes patrimônios do mundo dos jogos, ainda que não seja tão bem tratado por seus desenvolvedores como deveria. Né não, Sonic 06?

9. Sonic Adventure 2

Sonic Adventure 2

Não curto tanto a estrutura de Sonic Adventure 2, que alterna suas fases entre Sonic, Tails e Knuckles, cada personagem com seu gameplay específico.

As fases de Sonic são as melhores, com toda aquela agilidade que conhecemos, enquanto Tails e Knuckles priorizam ação de tiro e busca por itens, respectivamente, ambos sem a fluidez característica da franquia.

Bem, mas o jogo está aí na lista, não? Sim! Sonic Adventure 2 vale a pena, mesmo com algumas lombadas pelo caminho. E é inegável que a estrutura do jogo é honesta, distribuindo o conteúdo ao máximo para evitar a repetição.

Por fim, a trilha sonora não pode ser descrita com outra palavra que não seja ‘pegajosa’. Procurem lá no Google “Sonic City Escape” e passem os próximos dias com esse som na cabeça. De nada. Ou desculpe.

8. Sonic the Hedgehog (8-bit)

Sonic the Hedgehog (8-bit)

Adaptação para os sistemas 8-bit da Sega – Master System e Game Gear –, esta versão de Sonic é bem mais simples e familiar que seus irmãos mais velhos no Genesis.

Sonic 8-bit foi desenvolvido pelo estúdio de Yuzo Koshiro, também responsável pela obra-prima Streets of Rage 2. É um jogo de plataforma tradicional, com design sólido e o mesmo charme que conquistou fãs na geração 16-bit.

Destaque para o sistema de Chaos Emeralds, que aboliu os temidos bonus stages e optou por distribuir as joias pelas fases como colecionáveis.

7. Sonic Adventure

Sonic Adventure

Na minha visão, a Sega já havia encontrado a estrutura ideal para seus Sonic 3D neste jogo, que batizou o mascote no eixo z. Oi? Sonic 3D Blast? Hã? Não tô escutando, acabei de entrar num túnel!

Enfim.

Ao contrário de seu sucessor, que alterna rigorosamente entre três heróis, Sonic Adventure mantém as campanhas de cada personagem separadas. O jogo ainda conta com um overworld à la Mario 64, que dá acesso a uma variedade de mundos temáticos.

A câmera parece ter vida própria, é verdade, e certos objetivos são muito mais empolgantes que outros, mas Sonic Adventure é consistente em sua qualidade no geral.

6. Sonic the Hedgehog (Genesis)

Sonic the Hedgehog (Genesis)

O original merece um lugar na lista, com certeza!

As zonas são um pouco cansativas, com três atos cada – algo que já foi corrigido a partir do segundo jogo –, e o herói ainda não tinha algumas de suas habilidades mais viciantes como o Spin Dash.

Mesmo assim, a estreia de Sonic marcou pelo ritmo mil vezes mais acelerado que a concorrência, gráficos coloridos, desafio na medida e controle responsivo.

5. Sonic Generations

Sonic Generations

Na dúvida entre criar um Sonic retrô ou moderno, decidiram por uma combinação dos dois! Sonic Generations mistura velho e novo design em um pacote.

As fases no estilo antigo são chapadas em ‘2.5D’, enquanto as modernas são mais uma tentativa de emplacar o herói no universo tridimensional.

E os dois modos fazem um bom trabalho.

As fases 3D ainda sofrem um pouco para deixar claro ao jogador qual parte da montanha-russa deixa de ‘jogar’ automaticamente por nós, mas a sensação de velocidade é incrível, ainda mais aliada aos gráficos detalhadíssimos e ângulos cinematográficos.

Já as fases 2D, que tendem a ser mais fáceis, capturam bem o design que estamos acostumados a ver desde 1991.

4. Sonic CD

Sonic CD

O Sega CD foi uma transição meio esquisitona entre a última geração de consoles por cartucho – não deixem a Nintendo ouvir isso! – e o inevitável domínio dos CDs. E Sonic não poderia ficar de fora da festa.

Sonic CD tem um conceito inovador, com suas fases mudando de cara e layout em certos períodos de tempo: passado, presente ou futuro, mais uma versão alternativa do futuro se as coisas correrem bem nos outros períodos.

O jogo compete de igual para igual com seus antecessores no Mega Drive, dando continuidade ao gameplay ágil e agora com trilha sonora em CD. Sonic Boom!

3. Sonic Mania

Sonic Mania

O terceiro lugar em nosso pódio é bem recente, de 2017.

Sonic Mania é o puro fan service, no melhor sentido do termo. Começou como fangame, desenvolvido pela comunidade de hacks, ganhou aval da Sega para lançamento comercial, e hoje é um dos mais bem recebidos títulos da série.

Sonic Mania remixa fases e gráficos no estilo clássico 16-bit, sem abrir mão de incluir suas próprias modernidades. O design em Mania sempre vem acompanhado por um toque extra de imaginação, mesmo quando o conteúdo é reciclado.

O chefe da Green Hill Zone, por exemplo, resolveu se cobrir com uma armadura de espinhos, rebaixando o desengonçado pêndulo para o rol de partes vulneráveis.

Há zonas novas e marcantes também, como o estúdio de tevê Studiopolis e o deserto faroeste Mirage Saloon, que não devem nada às fases mais memoráveis da franquia.

Sonic Mania é uma belíssima homenagem ao legado de Sonic e, ao mesmo tempo, uma continuação de respeito.

2. Sonic 2

Sonic 2

Sonic 2 é um daqueles casos do sucessor que aprimora todos os aspectos do jogo anterior.

Um número maior de zonas, mais enxutas, com dois atos cada, a possibilidade de iniciar uma corrida já em alta velocidade com o Spin Dash, além da introdução de Miles “Tails” Prower à equipe dos heróis.

Peraí. Miles Prower. Miles per hour? Ganhou ainda mais pontos com o trocadilho infame, Sega!

Sonic 2 só não agarrou o troféu de campeão porque a competição é um tanto injusta. Injusta quanto, você pergunta? Que tal… exatamente duas vezes mais injusta?

1. Sonic 3 & Knuckles

Sonic 3 & Knuckles

O melhor jogo da série, na verdade, são dois. Usando a tecnologia Lock-On, que conecta dois cartuchos, a Sega conseguiu inventar uma espécie de Megazord supersônico, juntando Sonic 3 e Sonic & Knuckles em uma mesma gigantesca aventura.

É impressionante como os dois jogos funcionam bem em sequência. As fases crescem em complexidade, uma por uma, e culminam na batalha mais alucinante da saga contra Robotnik.

O Lock-On ainda pode ser usado com os outros dois Sonic do Mega Drive, destravando Knuckles como personagem jogável em Sonic 2 e abrindo novos mapas no bonus Blue Sphere com Sonic 1.

Outros títulos que merecem menção especial são a sub-série Sonic Advance, Colors e Unleashed. E aí, qual o seu Sonic favorito? Comenta pra nós!

Se quiser espiar a concorrência rapidinho, prepare um Spin Dash e corra ali em Top 9 Jogos do Mario.

Até mais!

Zerados Recentemente

Mande sua Opinião!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui